Como Confeccionar Seu Código de Conduta e Política de Compliance

Carga Horária8h
CategoriaCurso Livre
ModalidadePresencial
ÁreaDireito

Sobre

O curso pretende dar aos alunos conceitos, características, diferenças e semelhanças entre moral, ética e direito. Quais as aplicações práticas da ética no âmbito empresarial e governamental.

A difusão de um programa de compliance, o estudo do compliance para a compreensão do direito; aplicações práticas do estudo do compliance no âmbito das organizações, quais os limites morais e éticos das instituições públicas e privadas.

Mais informações

Objetivos

1 Desenvolver uma compreensão a respeito de compliance e Governança Corporativa;

2 Estimular a reflexão sobre problemas e dilemas relacionados às políticas internas de empresas;

3 Reflexão sobre ética no âmbito empresarial e governamental;

4 Criação de políticas internas, código de conduta e política de compliance;

Metodologia

Aula expositiva, acompanhada de exercícios de fixação associados, sempre que possível, a questões reais dos alunos. O método científico é um conjunto de regras básicas para desenvolver uma experiência a fim de produzir novo conhecimento, bem como corrigir e integrar conhecimentos pré-existentes. A maioria das disciplinas científicas consiste em juntar evidências observáveis, empíricas e mensuráveis e as analisar com o uso da lógica. A disciplina introduzirá aos alunos aos conceitos técnicos e metodológicos para conclusão do trabalho final.

Conteúdo programático

Definição e apresentação de alguns pilares do compliance – suporte da alta administração, código de conduta, controles internos, treinamento e comunicação. A disciplina introduzirá aos alunos no estudo teórico e prático do compliance e suas contribuições para a compreensão do fenômeno jurídico e da formação de uma cultura ética organizacional. Para tanto, o compliance deve ser compreendido como expressão da Sociedade de Risco e como fruto do consequente processo de expansão do Direito Penal e Administrativo Sancionador, orientados agora pela função preventiva e pelo princípio da precaução. O compliance será estudado como medida preventiva de autorregulação do comportamento dos agentes econômicos, como alternativa ao modelo tradicional de regras de comando e controle. Neste módulo, serão fornecidos eixos que permitem a construção de um programa de compliance.

Apoiadores

ACP - Associação Comercial do Paraná

Dúvidas? Fale conosco